Linha: Serviços


Home » Produtos » Terapia de Alto fluxo Domiciliar

Terapia de Alto fluxo Domiciliar

ALTO FLUXO EM CASA?

Sim. Demorou muito para chegarmos nesse patamar, mas a partir de agora está disponível a terapia de alto fluxo domiciliar tanto para o público adulto quanto para as crianças.

Vamos primeiro recapitular o que é Terapia com Cânula de Alto Fluxo Nasal (CNAF). Nesta terapia entregamos até 60l/min de gás na via aérea do paciente adulto através de uma interface específica diretamente nas narinas. Em pacientes pediátricos o fluxo pode ser utilizado até 25l/min.

Esta interface utilizada é chamada de cânula de alto fluxo. É uma versão muito mais tecnológica da cânula nasal para oxigênio comumente usada em concentradores e cilindros de oxigênio.

O que faz do My Airvo ser excepcional é a entrega de fluxos altos de ar aquecido (até 37ºC) e umidificado (100% umidade relativa do ar).

Parece pura besteira falando assim, mas ofertar ar com umidade e temperatura ideais é o que permite essa terapia ser possível e ser tão poderosa.

Ok, já dissemos que é uma terapia excepcional e poderosa, mas serve para que exatamente?

O uso dessa modalidade de terapia já é comumente conhecido no ambiente hospitalar, mas as vantagens do uso domiciliar atendem diversas patologias que acometem o pulmão podendo até evitar uma internação ou até antecipar uma alta hospitalar.

Primeiro precisamos lembrar que ao respirarmos em condições normais, a nossa via aérea aquece e umidifica o ar inspirado fazendo com que ele chegue aos pulmões em temperatura e umidade ideais, ou seja, cerca de 37ºC e cerca de 100% de umidade relativa do ar. Para que esse aquecimento ocorra, há um gasto energético e esforço muscular.

Agora, vamos pensar em um pulmão doente ou um paciente enfraquecido, onde o ar não entra e nem sai com facilidade do pulmão, onde esse esforço não é tão eficaz ou nem há tanta energia assim para se gastar.

O equipamento entrega um fluxo contínuo de gás pela CNAF. Quando ofertamos um fluxo alto de gás, aumentamos a quantidade de ar que entra nos pulmões, chamado de volume corrente (VC), facilitando assim a entrada de ar e diminuindo o esforço muscular existente nessa fase da respiração. O ar turbulento que entra pelas narinas diminui o gás carbônico (CO2) presente na via aérea do paciente, não permitindo que ele se acumule (aumenta a ventilação).

Como houve um aumento na quantidade de ar inspirado, haverá também um aumento no tempo da expiração, permitindo ao CO2 que esteja acumulado nos pulmões diminua.

Portanto facilita a inspiração, diminuindo o esforço. Além disso, entregando o ar na temperatura ideal diminui o gasto energético e metabólico. E como entra mais ar, há uma certa resistência na expiração, uma vez que o paciente precisa expirar contra o gás que está sendo administrado pela cânula nasal. Essa resistência faz com que o ar permaneça nos pulmões por mais tempo, causando uma pequena pressão dentro do tórax e saia mais prolongadamente, diminuindo o gás carbônico aprisionado.

Resumindo, o equipamento permite inspirações mais profundas com expirações mais longas, diminui o esforço da respiração, melhora a ventilação e diminui a frequência respiratória.

O interessante é que nesta terapia com CNAF, a cânula não veda toda a narina e, portanto, o paciente pode continuar com outras atividades, como comer, conversar, escovar os dentes.

A terapia com CNAF está associada também a baixos índices de lesão facial por pressão e menor índice de ressecamento nas vias aéreas.

 

Voltar
WhatsApp chat