A importância do sono para fortalecer a nossa imunidade


Home » Apneia do Sono e Ronco » A importância do sono para fortalecer a nossa imunidade
Publicado em: 9 de março de 2021 às 11:40 A qualidade do sono e a imunidade

O sistema responsável pela proteção da nossa saúde é o sistema imunológico. E esse sistema, ou seja, a nossa imunidade pode ser afetado com a qualidade do nosso sono.

 

Você percebeu que, muitas vezes, nós temos negligenciado a qualidade do nosso sono por conta da intensidade das nossas atividades diárias?

 

Cada vez mais, vamos dormir mais tarde e acordamos mais cedo. Adotamos uma rotina agitada de trabalho, estudos, academia, família, lazer… Porém, isso pode afetar a nossa saúde física e mental.

 

Quando fortalecemos a nossa imunidade, estamos prezando pela saúde do nosso corpo para nos proteger contra as doenças, o equilíbrio e o bom funcionamento do nosso corpo.

 

Por isso, leia esse artigo e saiba sobre:

 

– O sono e a qualidade de vida

 

– Imunidade: o que é isso?

 

– A relação entre a qualidade do sono, a imunidade e a saúde mental

 

– 6 dicas para melhorar a qualidade do sono e aumentar a imunidade

 

Boa leitura!

 

O sono e a qualidade de vida

 

A qualidade do nosso sono está diretamente relacionada com a nossa qualidade de vida. Quando dormimos bem, ficamos mais animados, dispostos e produtivos para fazer as nossas atividades diárias, não é mesmo?

 

Parece que, quando dormimos bem, começamos o dia com o pé direito. Nosso trabalho é mais produtivo, nossos estudos rendem mais, conseguimos ficar mais dispostos e mais bem humorados com as pessoas à nossa volta.

 

Além disso, o sono também funciona para descansar o nosso corpo físico depois de um dia agitado e relaxar a nossa mente, contribuindo para a saúde do nosso organismo como um todo. E a falta dele, pode contribuir para a fadiga, o estresse e o cansaço na realização das nossas atividades do dia a dia.

 

As noites mal dormidas podem gerar também o cansaço emocional, porque, além do corpo físico, descansamos a “cabeça” quando dormimos. Se isso não acontece, a irritabilidade, a lentidão no raciocínio e na aprendizagem, podem vir.

 

Mas o mais importante: ele pode influenciar diretamente no sistema imunológico.

 

Por isso, é importante perceber o que pode fazer com que o nosso sono seja afetado. Uma noite de sono bem dormida é essencial para manter a saúde e a qualidade de vida.

 

Imunidade: o que é isso?

 

O sono contribui diretamente para se ter uma imunidade fortalecida. Mas, você sabe exatamente o que é a imunidade e qual a importância dela para o nosso organismo?

 

O sistema imunológico é o responsável por manter a defesa do organismo contra os antígenos (substâncias estranhas que podem afetar a saúde do nosso corpo), através da produção dos anticorpos.

 

Esses anticorpos irão atuar contra os antígenos que podem representar as mais variadas doenças no corpo humano, desde as mais simples, como um resfriado, até as mais complexas, como um câncer.

 

O sistema imunológico é constituído por células conhecidas por glóbulos brancos (leucócitos e linfócitos), pelos tecidos hematopoiéticos (como a medula óssea, responsável pela produção de células de defesa) e pelos órgãos linfonodos, baço e timo, que atuam na defesa do organismo.

 

Algumas doenças e medicamentos podem contribuir para uma disfunção imunológica e podem fazer com que o indivíduo apresente a “imunidade baixa”, como a Aids e a diabetes.

 

Por isso, as pessoas que se encontram em uma dessas situações devem prezar ainda mais pelo reforço do sistema imunológico e a qualidade do sono.

 

Assim, uma boa noite de sono, a prática regular de exercícios físicos (a recomendação é 30 minutos diários) e a nutrição adequada (com vitaminas e sais minerais) são essenciais para manter o bom funcionamento do sistema imunológico.

 

A relação entre a qualidade do sono, a imunidade e a saúde mental

 

O sono, a saúde mental, e a imunidade são três coisas que estão relacionadas entre si. A qualidade do sono contribui para a saúde mental, e estes dois, contribuem para o fortalecimento da imunidade do indivíduo.

 

Você já passou pela situação de ficar acordado a noite inteira estudando para uma prova? Pois é, isso pode ser um tiro no pé!

 

A boa qualidade do sono contribui para melhorar a fixação da memória e dos aprendizados que temos durante o dia, porque é nesse período que ocorre a produção das proteínas responsáveis por construir conexões entre os nossos neurônios. Por isso, o sono é importantíssimo para descansar a mente.

Além disso, o sono influencia diretamente no fator emocional da saúde mental. Há um estudo da Frontiers in Psychology que afirma que a qualidade do sono é o principal fator para garantir a boa saúde mental e o bem-estar de jovens adultos.

 

Outro estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, mostrou que as pessoas que participaram desse estudo que apresentaram uma boa qualidade do sono, apresentaram menos que a metade de sentimentos negativos/depressivos que as pessoas que tiveram uma baixa qualidade de sono (em um período de somente uma semana).

 

A pesquisadora deste estudo, Shay-Ruby Wickham, afirmou: “Apesar de ter horas de sono insuficiente (menos de oito, para os pesquisadores) e dormir demais (mais de 12 horas) também estar associado a uma maior quantidade de sintomas depressivos e baixo nível de saúde mental, a qualidade do sono foi significativamente mais importante para gerar sentimentos positivos e reduzir os sintomas depressivos do que a quantidade de horas dormidas”.

 

Temos um artigo especial que fala sobre a quantidade de horas ideal para dormir. Por isso, leia também: Qual o tempo ideal de sono? e É possível compensar o sono perdido?

 

Por isso, é importante estar atento à insônia, que acomete uma a cada três pessoas no Brasil, segundo a Associação Brasileira do Sono, e as causas que podem estar associadas para contribuir com a baixa qualidade do sono.

 

  • A saúde emocional:

A saúde emocional, por sua vez, afeta diretamente a imunidade. Às vezes, pensamos no nosso corpo físico como vários sistemas separados, e não percebemos que tudo está interligado entre si.

 

Quando nós estamos bem emocionalmente, o nosso corpo está funcionando de maneira equilibrada. Quando isso não acontece, o corpo tende a produzir uma série de hormônios de forma descontrolada.

 

A ansiedade, a depressão e o pânico, por exemplo, são questões psicológicas que podem prejudicar o sistema imunológico. Isso ocorre porque, quando algumas substâncias como o cortisol e a adrenalina, são liberadas em grande quantidade, pode haver o desequilíbrio e a inibição das células do sistema imunológico, o que pode contribuir para o surgimento de várias doenças.

 

Assim, o sono é essencial para manter a saúde mental, que por sua vez, é essencial para manter a saúde do sistema imunológico. Por isso, dormir bem promove o aumento das defesas do corpo e nos protege da aquisição de diversas doenças.

 

E, em tempos da pandemia do Covid-19, é importante manter a imunidade e as nossas resistências naturais o mais saudável possível. Para isso, é preciso manter algumas práticas como: a qualidade do sono, a nutrição adequada e a prática de exercícios físicos, porque eles influenciam diretamente na nossa imunidade e saudabilidade.

 

6 dicas para melhorar a qualidade do sono e aumentar a imunidade

 

Melhorar a qualidade do sono é essencial para aumentar a imunidade do nosso corpo e nos proteger contra as diversas doenças que podem haver.

Por isso, trouxemos 6 dicas simples e rápidas que você pode adotar hoje mesmo para evitar a insônia e garantir que o sono seja mais tranquilo:

 

1- Não utilize o celular antes de dormir: o uso de celular está diretamente associado à insônia, por conta da luminosidade da tela que pode nos deixar mais despertos.

2- Não coma coisas pesadas próximo à hora de dormir.

3- Prepare o ambiente: tudo contribui, desde a temperatura até o uso de um pijama confortável.

4- Relaxe a cabeça: desligue a sua mente das atividades que você precisa fazer no dia seguinte. Escute uma música, por exemplo.

6- Observe se a insônia pode estar relacionada com a presença de algum distúrbio do sono.

 

Para falar mais sobre a dica número 6, um assunto tão importante e que pode influenciar diretamente na nossa qualidade de vida, leia a seguir.

 

Distúrbios do Sono

 

A doutoranda em Psicobiologia pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e membro da diretoria da ABS, Dra. Lenise Kim, afirma que “como resultado, os distúrbios do sono tornam o organismo mais suscetível a doenças infecciosas devido a uma resposta imunológica inadequada de combate a patógenos ou agentes infecciosos”.

 

Por isso, é importante prezar pela melhoria da qualidade do sono para fortalecer o sistema imunológico, que irá proteger o organismo contra vários patógenos que podem ocasionar as mais diversas doenças.

 

E, para que isso aconteça, é preciso prestar atenção nos distúrbios do sono que podem estar relacionados com a sua baixa qualidade e é importante perceber o que pode fazer com que o nosso sono seja afetado.

 

Algumas pessoas têm dificuldade de manter a qualidade do sono em dia por conta de possuir alguns distúrbios do sono e não fazer o tratamento adequado.

 

Para que esses distúrbios sejam controlados e a qualidade do sono seja melhorada, é preciso ter o diagnóstico correto e o acompanhamento com um profissional, que poderá auxiliar no tratamento adequado.

 

O exame da polissonografia, por exemplo, é essencial para diagnosticar os mais diversos tipos de distúrbios do sono, como a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono, a insônia, a narcolepsia, a síndrome das pernas inquietas, o sonambulismo, bruxismo, entre outros.

 

  • A Respire Care:

A Respire Care é especializada no atendimento de pessoas com apneia do sono e distúrbios respiratórios e oferece tecnologias e produtos associados aos cuidados com a saúde.

 

Se você tiver dúvidas se tem ou não sintomas de apneia, recomendamos a leitura do artigo Sintomas de Apneia do Sono e você também pode fazer um teste gratuito através do nosso site para descobrir se tem alto ou baixo risco de ter apneia, acessando o Teste de Apneia do Sono.

 

Gostou desse conteúdo? Você também pode se interessar por:

 

5 formas práticas para você começar a dormir melhor hoje

 

É possível compensar o sono perdido?

 

Efeitos da pandemia na saúde e no sono

 

Como identificar a Apneia do Sono em bebês

 

Qual o tempo ideal de sono?

 

WhatsApp chat